terça-feira, 10 de junho de 2008

ENTREVISTA - Vitão Bonesso (The Rock Memory)

Vitão Bonesso é uma das maiores figuras do heavy metal brasileiro. Anos de trabalho, experiência, dedicação e merecido reconhecimento, que o coloca na história do heavy metal do outro lado do Atlântico.
Fonte de inspiração para muitos radialistas, Vitão explica o seu percurso.


Metal Morfose: Bem-vindo à sessão “The Rock Memory”, é uma grande honra e alegria.

Vitão Bonesso: Eu é que agradeço o convite!

Metal Morfose: Qual foi o primeiro álbum de rock que compraste e quantos CD´S e DVD’s tens actualmente?

Vitão Bonesso: O primeiro disco que comprei com o meu próprio dinheiro foi o “Fireball” dos Deep Purple. Quanto a quantidade, não sou muito de contar, mas tenho uns 9000 CD’s, uns 2500 discos em vinil e mais de 600 DVD’s, por aí...

Metal Morfose: Quando é que tiveste vontade de ser apresentador e teres um programa de rádio?

Vitão Bonesso: Achei que poderia realizar algo nesse sentido após já estar no Backstage, isto em 1989. Antes fui intimado a estrear o programa na 97 FM. Não acreditava que o Backstage pudesse dar certo, ou mesmo durar muito. Depois de algum tempo comecei a empenhar-me mais e aprimorar vários aspectos do programa, e deu no que deu!

Metal Morfose: A Rádio 97,7 FM de Santo André no Brasil, foi um grande salto na tua carreira e para o nascimento do Backstage?

Vitão Bonesso: Sim, foi lá que o programa começou, em Novembro de 1988. Nos 7 anos que fiquei na 97 FM aprendi muitas coisas.

Metal Morfose: Como era o trabalho de pesquisar informações de bandas estrangeiras para fazer o programa de rádio nos anos 80, sendo que no Brasil a internet apareceu uns anos mais tarde?

Vitão Bonesso: No início recorria a publicações importadas. Naquela época assinava várias revistas como a Kerrang, Metal Hammer, Burn (japonesa, Circus. As quais me davam informações suficientes.

Metal Morfose: Os anos 80 tiveram o seu auge do rock no Brasil, com grandes bandas como os Harppia, Golpe de Estado, Mascara de Ferro, Anthares, Vulcano, Vodu, entre outras. Melhor do que ninguém acompanhaste e colocaste o som das bandas no Backstage. Foi um movimento inesquecível?

Vitão Bonesso: Foi… Mas cercado de muito amadorismo, o que fazia com que a parte profissional sofresse muito. Isso deixava-me algo incomodado.

Metal Morfose: Em 1986 houve a Brazillian Assault Tour com os Venom, Exciter e bandas brasileiras abrirem os concertos em alguns estados. Foi para muitos o início do black metal/speed metal e uma boa abertura para as bandas europeias no Brasil. Fala sobre essa transformação?

Vitão Bonesso: Eu acho que os rótulos e ramificações vieram de forma natural. Ainda hoje muita gente não sabe dizer o que é thrash, speed, ou power... Os rótulos cresceram e com isso surgiu também uma certa confusão de estilos. Todo mundo diz que o Rock In Rio I foi uma espécie de divisor de águas em relação à popularidade do heavy metal no Brasil. Sinceramente, o evento veio de certa forma popularizar o estilo, para uma nova garotada que estava algo perdida. O heavy metal já contava com muitos seguidores no Brasil muito antes do Rock In Rio.

Metal Morfose: Quando a rádio 97,7 abandonou o estilo rock n roll, foi um grande susto para milhares de fãs e principalmente para onde iria o Backstage! Então surgiu a Brasil 2000FM. Como encaraste aqueles factos na tua carreira?

Vitão Bonesso: Mesmo achando que certas mudanças possam causar alguns problemas na vida pessoal de cada um, acredito que as mesmas servem para ajustar alguns aspectos. Nunca achei que iria morrer na 97 FM, tal como nunca acreditei que iria aposentar-me na Brasil 2000. Fiz o que pude, trabalhei duro nas duas rádios e só saí porque as mesmas passaram por reformulações internas e não fazia sentido o Backstage continuar ali. Nunca fui demitido por falta de audiência ou falta de empenho. Uma mudança de estação requer cautela, para que a retoma do trabalho seja feita de forma correcta. Faz parte!

Metal Morfose: És um guerreiro e batalhador! O programa Backstage está no ar desde 1988, com início na 97,7 FM, depois na Brasil 2000FM e actualmente na Rádio Backstage Internet (rádio online) e na Rádio Kiss FM, para alívio de uma nação rockeira. Tudo isto fará parte do teu próximo livro?

Vitão Bonesso: Eheheheh, não sei... escrever um livro requer uma dedicação quase exclusiva, uma memória apurada, pesquisa e mais pesquisa. Para um livro ficar de acordo com a expectativa do leitor é preciso um certo empenho, principalmente tratando-se de uma segunda parte. A primeira fi-la durante um ano. Pegava, largava e assim foi andando até à sua conclusão.
Foi uma experiência magnífica e altamente gratificante. Uma segunda parte poderá acontecer, irá depender do tempo e algumas ideias que possam surgir na elaboração… vamos ver no que dá!

Metal Morfose: A esperança era grande no teu retorno à rádio. Como foi a estreia do Backstage na Kiss FM e quantas emissões tem até ao momento?

Vitão Bonesso: 1073 Emissões… Muita coisa não é? (risos)

Metal Morfose: Quantas entrevistas fizeste com bandas brasileiras e estrangeiras?

Vitão Bonesso: Internacionais umas 300 e nacionais já perdi a conta. Umas 400 talvez.

Metal Morfose: É verdade que Tony Martin ex-vocalista dos Black Sabbath ficou de má vontade em dar uma entrevista. Como foi?

Vitão Bonesso: Sim, é verdade. Pouco antes dos Sabbath se apresentarem no primeiro Monsters Of Rock em São Paulo, eu recebi um telefonema do Tony Martin para uma entrevista de 20 minutos de duração. Percebi logo uma certa falta de vontade dele, e quando a entrevista estava em torno de 15 minutos, ele simplesmente disse que aquela foi a última pergunta e desligou na minha cara. Na realidade nem liguei, pois queria era entrevistar o Tony Iommi. Mas após uns 20 minutos alguém da editora ligou-me, como de costume, a perguntar se a entrevista tinha sido feita. Então eu disse o que aconteceu e o tipo da gravadora ficou furioso. Pediu-me alguns minutos e disse que iria fazer o Tony Martin ligar-me de novo e terminar a entrevista.
Alguns minutos mais tarde o Martin voltou a ligar, desculpando-se e dizendo que estava pronto para continuar a entrevista. Eu simplesmente disse que não estava interessado em continuar com aquilo, despedi-me e desliguei.

Metal Morfose: Para além de apresentador do Backstage, colunista da revista Roadie Crew, és baterista dos Electric Funeral (Black Sabbath Cover). Qual a actual formação dos Electric Funeral, como os fãs podem saber mais informações sobre a banda, concertos e quais as possibilidades de uma tour em Portugal?

Vitão Bonesso: Além de tudo isso ainda apresento o bloco Backstage Drops no programa de TV, Rock Forever. Os Electric Funeral vão completar em Novembro 20 anos de carreira e desde Janeiro deste ano contam comigo na bateria, o guitarrista Marcelo Schevano, o baixista Ricardo Schevano e o vocalista Rogério Fernandes. Mais informações sobre a banda podem ser obtidas no site www.radiobackstage.com, basta clicar no banner.
Uma tour em Portugal?
Nossa, seria maravilhoso! Se algum promotor se interessar, lá vamos nós (risos).

Metal Morfose: Há quanto tempo estás na Revista Roadie Crew e qual o critério de escolha da matéria a ser escrita na tua coluna?

Vitão Bonesso: Já estou na Roadie Crew há 11 anos. Quem escolhe o assunto a ser abordado nas minhas matérias sou eu, mas discuto outras possibilidades com o Ricardo Batalha. Se uma ideia é interessante, após conversarmos a mesma fica ainda melhor.

Metal Morfose: Monta a banda Metal Morfose com Vitão Bonesso na bateria?

Vitão Bonesso: Seria uma super-banda (risos). Para o baixo chamaria o Chris Squire dos Yes, se ele fizesse um "doce", chamaria o Geddy Lee dos Rush (risos). Na guitarra não há outro, a não ser o Tony Iommi. Nos teclados poderia ser o John Lord ou o Rick Wackeman. Na voz o Glenn Hughes.

Metal Morfose: Foi uma grande honra entrevistar-te. Considerações finais e mensagem aos fãs de Portugal.

Vitão Bonesso: Agradeço as considerações e espero um dia conhecê-los pessoalmente ou mesmo ir até Portugal com os Electric Funeral. Seria demais.
Grande abraço a todos!

RÁDIO ONLINE:
http://www.radiobackstage.com.br/

PROGRAMA DE RÁDIO BACKSTAGE (Domingos 22h-00h, horário brasileiro):
http://www.kissfm.com.br

ELECTRIC FUNERAL:
http://www.radiobackstage.com.br/ef/index.html

Por - Aldo Beehlerr
http://www.myspace.com/aldobeehlerrmanagement

Sem comentários: