segunda-feira, 6 de abril de 2015

CRUZ DE FERRO - Capa e título do álbum de estreia

Os Guerreiros do Metal apresentam a capa do seu primeiro álbum que se chama "Morreremos de pé". Este trabalho conta com 10 temas originais de Heavy Metal épico e bárbaro.

A capa ficou a cargo do talentoso artista Pedro Sena Lordigan.

O trabalho artístico da capa foi inspirado na célebre, ainda que quase esquecida, batalha de Toro [1 de Março de 1476]. Foi um dos últimos combates na Baixa Idade Média peninsular entre as tropas portuguesas capitaneadas por D. Afonso V [1432-1481] e as tropas castelhanas de D. Fernando II [1452-1516], rei de Aragão, Leão e Castela.
Nesta batalha, cujo resultado permanece inconclusivo, distinguiram-se o príncipe D. João [1455-1495], que viria a reinar como D. João II de Portugal, assim como Gonçalo Pires [?-?] e Duarte de Almeida [?-?], o alferes-mor do reino, a quem estava confiado o estandarte português. No calor da refrega, Duarte de Almeida foi rodeado pelo adversário, o qual lhe decepou a mão que carregava o pendor nacional. Acometido de dores atrozes, consegue transpor o estandarte para a outra mão, a qual é igualmente golpeada. Por fim, cavalga com bandeira nacional fixada com os dentes e com o apoio dos cotos dos braços decepados, até que, finalmente, é derrubado. Contudo, um companheiro de armas, Gonçalo Pires, mais tarde conhecido como o “Bandeira”, consegue reaver o estandarte perdido das mãos do inimigo.
Levado como prisioneiro para terras de Espanha, Duarte de Almeida foi tratado com honra e fidalguia, tendo as suas armas sido expostas na catedral de Toledo em sinal de respeito e veneração. Regressado a Portugal, morre esquecido e quase na miséria, o agradecimento habitual de uma Pátria ingrata que necessita dos outros para honrar os seus heróis. Para a posteridade, ficaria nomeado por o “Decepado”, designação que também inspirou um dos temas presentes no álbum “Morreremos de pé!”.


Sem comentários: